Detectando problemas na partida do seu carro

Detectando problemas na partida do seu carro

Problema de partida é um dos problemas mais prováveis de ocorrer em algum ponto na vida útil de um carro. Ele pode ser causado por uma variedade de anomalias, desde bateria a um sensor. Seguir este procedimento vai agilizar o processo de diagnóstico de um problema na partida.

Passo a passo para identificar o problema:

1. Gire a chave até as luzes do painel acenderem

Se as luzes não acendem, as conexões da bateria ou bateria estão sob suspeita, e pode se descartar um problema no motor de arranque. Se as luzes se acendem, tente ligar o motor. Se o motor não girar (ele só faz um som de clique), a suspeita recai sobre a bateria. Se as luzes acendem, e o motor vira, mas não “pega”, o problema está no funcionamento do motor. Vá para o passo 2, se o motor não virar. Vá para o passo 6 se o motor vira, mas não inicia o funcionamento.

2. Inspecione o terminal da bateria para ver se há corrosão ou se está solto

Limpe os terminais, se necessário, molhe-os com água e coloque bicarbonato de sódio sobre os terminais. O bicarbonato de sódio neutraliza o ácido e limpa os terminais. Aguarde os terminais pararem de espumar e limpe-os com água. Tire o terminal negativo e limpe-o com uma escova de aço. Deixando desligado o terminal negativo, remova o positivo e limpe-o com uma escova de aço. Reinstalar os terminais colocando primeiro o positivo. Verifique se o problema foi resolvido. Se não, pegue o voltímetro e verifique a tensão entre os terminais, a ponta vermelha do voltímetro no terminal positivo e a preta no negativo. Deve mostrar 12,3 volts ou mais. Se a tensão estiver baixa a bateria está descarregada ou é incapaz de manter uma carga. Tire as tampas da bateria e verifique as células uma de cada vez com o densímetro. A leitura densímetro deve ser a mesma em todas as células, se todas as células estiverem boas. Uma bateria completamente carregada irá mostrar uma densidade de 1260 no densímetro. Verifique o nível de água na bateria e, se necessário encha com água destilada.

3. Recoloque as tampas da bateria e ligue o multímetro para testar a bateria

Observe a voltagem à medida que você pressiona o botão de carga por cinco segundos. Observe quanto a tensão cai enquanto a carga está sendo aplicada. Olhe na etiqueta na parte de cima da bateria e procure a Corrente de Partida a Frio (Cold Cracking Amps, CCA). Compare isso com os diagramas no testador de carga para baterias daquele tamanho. Por exemplo, numa bateria de 55 ampères em partida a frio a voltagem não deve cair abaixo de 10,5 volts, quando é aplicada a carga. Isto pode indicar que uma célula na bateria está estragada e exige a substituição da bateria.

4. Verifique o cabo preto negativo e positivo

Observe onde o cabo preto negativo se conecta ao motor e verifique se ele está bem apertado. Verifique se o cabo positivo está bem apertado ao motor de arranque.

5. Desligue o pequeno fio da solenóide do motor de partida

Coloque a ponta vermelha do voltímetro no fio pequeno e coloque a ponta preta do voltímetro na bateria. Peça a um amigo que gire a chave de ignição para a posição inicial. Deve haver corrente no fio durante todo o tempo que a ignição estiver ligada. Se há corrente, então, o motor de arranque é o problema e tem de ser substituído. Se não há corrente, verifique o fusível na caixa de relés perto do paralamas do lado do motorista. Se quiser fazer um teste, retire o motor de arranque para fora e verifique a corrente em um terminal. Coloque o fio vermelho positivo do voltímetro no terminal de relé e coloque a ponta negativa no terminal negativo da bateria para verificar a corrente de energia. Se há energia, então, peça para seu ajudante virar a chave para a posição inicial e verificar para ver se outro terminal tem energia. Deve haver corrente nos dois terminais quando a ignição está posicionada em “partida”. Se há energia no segundo terminal desligue a chave. Pegue um fio e conecte o terminal com a alimentação de energia a um dos terminais que não tinham energia. Experimente o próximo terminal se não houver resposta no arranque. Quando conectar, se motor de arranque se mover, o relé é a causa do problema e precisa ser substituído. Se não havia energia para o relé quando a chave estava na posição de início, então o problema pode ser na chave da partida.

6. Insira uma vela de ignição adicional na extremidade de um dos cabos de vela

Não retire uma vela de ignição do próprio motor para este teste. Se houver uma proteção sobre o motor, remova os parafusos de 10 milímetros da proteção e puxe para fora a cabeça do cabo de vela e insira a vela colocando-a em contato com partes de metal que sejam aterradas. Não toque na vela durante este teste, ou levará um choque. Peça para o ajudante dar a partida. Olhe para o eletrodo da vela e veja a centelha que ocorre a cada poucas voltas do motor. Se não houver nenhuma faísca, existe um problema com o sistema de distribuição do motor. Leve o carro a uma oficina com o equipamento de teste correto. Se você observar faíscas, então o problema está no sistema de injeção de combustível.

7. Olhe para a parte superior do motor e localize o caminho do combustível aos injectores

Deve haver uma válvula Schrader nessa tubulação. Certifique-se de apagar quaisquer cigarros ou fonte de calor como uma lâmpada elétrica durante esta etapa. Com uma pequena chave de fenda ou um prego e empurre a válvula Schrader. Peça para o ajudante virar a chave e olhe a pressão de combustível na válvula. Se não houver válvula Schrader na tubulação, apenas afrouxar o tubo de combustível produz os mesmos resultados. Se não há combustível expulso, verifique o fusível da bomba de combustível e o relé localizado na caixa de relés. Se estes não estiverem com defeito, a bomba de combustível está danificada e é necessária a sua substituição .

Fonte: Ehow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *